Home Notícias Teresina: obras de rebaixamento da Nossa Senhora de Fátima são adiadas para janeiro

Teresina: obras de rebaixamento da Nossa Senhora de Fátima são adiadas para janeiro

Comentários desativados em Teresina: obras de rebaixamento da Nossa Senhora de Fátima são adiadas para janeiro

As obras de rebaixamento a Avenida Nossa Senhora de Fátima, zona Leste de Teresina, serão realizadas apenas em janeiro.  O início das obras estava programado para este sábado, 22, no entanto, após entendimento com os comerciantes da região, o prefeito Firmino Filho decidiu adiar as intervenções.

A interdição da via seria necessária para que a Prefeitura de Teresina desse início às obras de drenagem para evitar acúmulo de água na região, sobretudo no período chuvoso. “É uma obra fundamental e necessária para a zona Leste e para toda a cidade. Em períodos de chuvas, alguns pontos em específico acumulam água, prejudicando o trânsito de veículos. Mas como lá é uma área de intensa movimentação e com uma grande quantidade de bares, restaurantes e lojas, os comerciantes nos solicitaram que fosse adiada para que não prejudicasse a movimentação do comércio nesse período de final de ano que é maior”, explica o superintendente da SDU Leste, Francisco Canidé.

O superintendente destaca que todo o planejamento já estava traçado e que rotas alternativas já tinham sido traçadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para minimizar os transtornos enquanto as obras estivessem em andamento.

Isso porque, para a execução das obras seriam necessárias duas intervenções. A primeira delas envolvendo o cruzamento das Avenidas Nossa Senhora de Fátima e Elias João Tajra e a outra envolvendo os cruzamentos da Avenida Nossa Senhora de Fátima e Cinegrafista Marques. “A expectativa era que as obras durassem 30 dias, então, já pegaria esse período de maior movimentação”, destaca.

A obra será executada com recursos próprios do Município, no valor de, aproximadamente, R$ 226,5 mil. Depois de finalizada a obra, vai melhorar muito a drenagem da área, inclusive a questão dos problemas no asfalto, que são ocasionados pelo acúmulo de água. A ideia era dar solução a um problema antigo que atinge a região que era, inclusive, alvo constante de reclamações de populares e proprietários dos estabelecimentos comerciais.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

BMW abre nova linha de produção para módulos de bateria em Leipzig, na Alemanha

Produção de componentes eletrônicos é ampliada após investimento de 70 milhões de euros e …