Home Notícias Preço do diesel cai 10,4% nas refinarias e o da gasolina, 3,1%

Preço do diesel cai 10,4% nas refinarias e o da gasolina, 3,1%

Comentários desativados em Preço do diesel cai 10,4% nas refinarias e o da gasolina, 3,1%
 
 
A Petrobras anunciou uma nova redução dos preços de combustíveis nas refinarias. O valor do diesel foi reduzido em 10,4% e o da gasolina, em 3,1%. Se o ajuste for integralmente repassado, o diesel pode ficar até 6,6% mais barato nas bombas – ou cerca de R$ 0,20 por litro – e a gasolina, 1,3% – ou R$ 0,05 por litro.
A decisão foi tomada pelo GEMP (Grupo Executivo de Mercado e Preços) e segue a nova política de preços, anunciada pela empresa no dia 14 de outubro. Por meio dela, são realizadas avaliações mensais para revisão de preços, de modo a seguir a tendência do mercado internacional. Com isso, os valores praticados nas refinarias podem ser mantidos, reduzidos ou elevados. 
“A combinação de queda no preço do petróleo e derivados entre o dia 14 de outubro e hoje, que chega a 12,1%, e a redução da nossa participação nas vendas ao mercado interno têm impactos sobre o nível de utilização dos nossos ativos, especialmente no refino, sobre os níveis de estoques e também sobre os fluxos de importação e exportação. Essas variáveis justificaram uma correção maior nos preços do diesel que na gasolina”, divulgou a Petrobras. 
Conforme a estatal, o objetivo da nova metodologia é fazer com que a empresa possa implementar uma política de preços competitivos que reflita os movimentos do mercado internacional de petróleo em períodos mais curtos.
A Petrobras salienta que, como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de petróleo, especialmente distribuidoras e postos de combustíveis.

Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

BMW abre nova linha de produção para módulos de bateria em Leipzig, na Alemanha

Produção de componentes eletrônicos é ampliada após investimento de 70 milhões de euros e …