Home Notícias Preço da gasolina reduz 6% em um ano e recuo chega a 24% após as reduções de julho e agosto

Preço da gasolina reduz 6% em um ano e recuo chega a 24% após as reduções de julho e agosto

Comentários desativados em Preço da gasolina reduz 6% em um ano e recuo chega a 24% após as reduções de julho e agosto

Média do litro nas bombas é 8% acima do valor, quando analisado com a paridade com o mercado internacional

O último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) apontou que o preço médio do litro da gasolina, comercializado a R$ 5,75 no fechamento de agosto, é apenas 6% menor em relação ao mesmo período de 2021. “Se olharmos para o ano passado, o recuo nas bombas não chega aos dois dígitos, mas quando comparamos com as médias de junho deste ano, período anterior aos últimos recuos no preço do combustível, ocorridos após a redução da alíquota do ICMS no início de julho e reduções ao longo de julho e agosto, o preço da gasolina, que estava 7,56, já caiu 24%”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

Em relação a julho, o litro do combustível reduziu 11,62%. “Vale ressaltar que, de acordo com entidades do setor, ainda temos uma situação de preço nacional 8% acima da paridade com o mercado internacional, em relação ao preço das refinarias. Devemos aguardar o cenário dos próximos dias, que tende a apresentar mais reduções no preço do combustível”, reforça Pina.

Já o etanol, comercializado a R$ 4,95, ficou 9,90% mais barato para o motorista no fechamento de agosto, se comparado a julho. No comparativo com um ano atrás, o valor do biocombustível baixou 4%.

Nos destaques por região, o Nordeste apresentou as reduções mais expressivas para os dois combustíveis. A gasolina fechou a R$ 5,80, com baixa de 14,56%; o etanol a R$ 5,21, ficou 11,05% mais barato.

A Região Norte se destacou no período com o maior preço médio para ambos os combustíveis: gasolina (R$ 5,97), etanol (R$ 5,35).

O Sul registrou as menores médias do País para a gasolina, que foi comercializada a R$ 5,48. O etanol mais barato de todo o território nacional foi encontrado nas bombas de abastecimento do Centro-Oeste a R$ 4,32.

Na análise por Estado, tanto a gasolina quanto o etanol, comercializados em Roraima, registraram as médias mais altas de todo o País. A gasolina no Estado fechou o período a R$ 6,49 e o etanol a R$ 5,81. Goiás liderou o ranking da gasolina mais barata, vendida a R$ 5,35, com recuo de 10,41%; e São Paulo apresentou o etanol com valor mais baixo entre os demais Estados, comercializado a R$ 3,86, com redução de 8,32%.

Os recuos mais expressivos para os dois combustíveis foram registrados nos postos de abastecimento do Piauí: 18,24% de baixa no valor da gasolina, que passou de R$ 7,23 para R$ 5,91; e de 13,17% para o etanol, que passou de R$ 5,56 para R$ 4,83. No período, o etanol se apresentou como mais vantajoso para abastecimento apenas em São Paulo e no Mato Grosso.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nova campanha do Fiat Fastback: um salto na categoria de SUVs

Filme estreia hoje com 30” no intervalo das novelas da Rede Globo e no domingo (2 de outub…