Home Dicas e Serviços Os cuidados necessários com a lubrificação de carros híbridos

Os cuidados necessários com a lubrificação de carros híbridos

Comentários desativados em Os cuidados necessários com a lubrificação de carros híbridos

No mês de agosto, o Brasil atingiu a marca de 100 mil eletrificados emplacados; até 2030, deve ultrapassar os 900 mil

Os veículos híbridos são assim chamados por possuírem dois motores, um a combustão e outro totalmente elétrico, que é acionado no momento da partida do veículo e, após determinada velocidade e exigência de potência, o motor a combustão é acionado. Nesse momento, o óleo lubrificante entra em ação para lubrificar e permitir a mobilidade das peças internas, evitando atritos e preservando a durabilidade do motor.

Segundo dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), no primeiro semestre de 2022, o mercado de eletrificados brasileiro cresceu 47% em comparação com o mesmo período do ano anterior. No último mês de agosto, o país bateu o número de 100 mil eletrificados emplacados. Desse total, cerca de 83% são de modelos híbridos. Previsões indicam que esse número deve continuar subindo, chegando próximo de um milhão de veículos em 2030.
Em linha com os avanços da tecnologia de eletrificação dos carros, as empresas automobilísticas desenvolvem produtos específicos para melhorar o desempenho e gerar uma vida útil de qualidade aos modelos híbridos, como é o caso da indústria de lubrificantes.

Para Pablo Bueno, engenheiro mecânico da YPF Brasil, o desenvolvimento de novos produtos da vertente elétrica é essencial para o avanço da categoria no Brasil: “O número de carros eletrificados está crescendo, principalmente o de carros híbridos. Desenvolver produtos como os óleos lubrificantes para esse nicho, aumenta a confiança do brasileiro na hora de comprar um modelo híbrido”, explica.

Quais óleos lubrificantes são utilizados para motores híbridos?

Atualmente, os lubrificantes para motores híbridos apresentam viscosidade baixa, como 5W-30, 0W-20 ou até mesmo um 0W-16. Eles carregam funções muitos similares aos lubrificantes utilizados em motores a combustão como limpeza, redução de desgaste e controle de temperatura.

Um dos resultados nos motores híbridos é a economia e redução de emissão de poluentes na atmosfera. Nesse sentido, o mercado apresenta uma tendência de redução de motores de maneira geral, seja híbrido ou não. Essa redução é chamada de downsizing, os motores são menores, mas há boa entrega de potência através dos turbos. Essa tendência também foca na economia de combustível e redução de impactos ambientais.

“Aos condutores, os motores híbridos oferecem uma experiência de uso diferenciada em relação aos motores puramente a combustão. Eles sentirão a diferença no bolso”, comenta o engenheiro mecânico.

Existem diferenças entre os lubrificantes para motores a combustão e motores híbridos?

São três as categorias de motorização de eletrificados no Brasil e cada uma possui uma especificação diferente:
• HEV – elétricos híbridos: Carros com motor a combustão e motor elétrico alimentado por baterias, carregado pela própria energia cinética do veículo.

• PHEV – híbridos plug-in: Carros com motor a combustão e motor elétrico alimentado por bateria, carregado por energia elétrica.

• BEV – elétricos à bateria: Carros com um motor elétrico alimentado por bateria, carregado por energia elétrica.

Nas motorizações híbridas, o óleo lubrificante percorre todas as partes do motor que são desenvolvidas para combustão, e cada montadora imprime exigências específicas para determinada aplicação. Nesse sentido, a YPF Brasil desenvolveu três produtos específicos da linha Elaion Auro para a categoria de híbridos, sendo eles: Elaion Auro DPF 530, Elaion Auro D1 530 e Elaion Auro D1 020.

Artigos Relacionados
Leia mais em Dicas e Serviços
Comentários estão fechados

Veja também

Instituto Árvore da Vida e AVSI Brasil entregam novo espaço de coworking

O ambiente conta com computadores, internet, impressora, salas de reunião e outras ferrame…