Home Notícias Jovens de 18 a 25 anos são os que mais se envolvem em acidentes durante a madrugada

Jovens de 18 a 25 anos são os que mais se envolvem em acidentes durante a madrugada

Comentários desativados em Jovens de 18 a 25 anos são os que mais se envolvem em acidentes durante a madrugada

 

 
A maior parte dos acidentes graves na madrugada é causada por jovens motoristas entre 18 e 25 anos. E os acidentes que acontecem no período são mais graves e a maior parte resulta em Indenização Integral do automóvel. É o que mostra estudo realizado pela Liberty Seguros com base em 144.417 mil acidentes de carros no país, entre agosto de 2013 e julho de 2014.
 
Análise por faixa etária
 
Dos 144.417 mil acidentes analisados, 9.319 foram provocados por jovens de 18 a 25 anos: 10,8% aconteceram na madrugada, 24,6% pela manhã, 31,6% à noite, 32,9% no período da tarde. Na madrugada, embora seja menor a frequência de acidentes em relação aos demais horários do dia, são mais violentos. Tanto que 13,5% dos 9.319 acidentes com jovens na madrugada resultaram em Indenização Integral do veículo. Outros 82,7% tiveram perda parcial e 3,8% sofreram roubo ou furto. Já no grupo de motoristas com idade entre 26 e 35 anos foram registrados 23.134 colisões. Desse total, 7,0% aconteceram na madrugada e 11,2% resultaram em Indenização Integral.
 
Severidade dos acidentes
 
O estudo mostra também que a severidade e o índice das colisões caem de acordo com o aumento da faixa etária do condutor. Os condutores de 36 e 45 anos responderam por 21.817 acidentes. Do total, apenas 5,1% ocorreram na madrugada e 10,1% resultaram na indenização integral do veículo.
 
Outra faixa etária analisada no estudo da Liberty Seguros é a de 46 a 55 anos. Esses se envolveram em 17.917 das colisões: 4,9% na madrugada e 9,5% sofreram Indenização Integral.
 
Já aqueles com idade acima de 55 anos estiveram em 18.867 ocorrências. Com 3,4% ocorridos entre meia-noite e seis da manhã, resultando em 8,1% de indenização integral do automóvel, de acordo com o levantamento.
 
Gravidades dos acidentes por período
 
O levantamento da Liberty Seguros mapeou também os horários mais frequentes dos acidentes e as suas respectivas consequências. Das 144.417 mil ocorrências analisadas, 88,2% resultaram em perda parcial, 7,9% em Indenização Integral e 4,0% em roubo ou furto.  
Na madrugada, embora o número de acidentes tenha sido menor, foi seguido de maior severidade. Do total de 6.673 casos no período, 24,9% resultaram em Indenização Integral do veículo.
 
Já no período da manhã foram 7,0% de Indenização Integral dos 42.014 casos. À noite, por sua vez, foram 8,1% dos 39.560 acidentes.
E no período da tarde foram computadas 56.170 colisões, sendo que 6,2% delas também resultaram em Indenização Integral.
 
Frequência e severidade dos acidentes por região
 
A pesquisa de acidentes de trânsito da Liberty Seguros analisou também as regiões do país que registraram o maior número de acidentes com base na amostra. Dos 144.417 casos, 58.249 (40,33%) aconteceram no Sudeste e 86,41% resultaram em perda parcial e 7,99% em Indenização Integral.
 
No Sul foram 49.707 (34,42%) ocorrências: 89,71% sofreram danos parciais e 7,62% Indenização integral. No Nordeste por sua vez foram 19.664 casos (13,61%): 87,49% com perda parcial e 8,71% em Indenização Integral.
 
No Centro-Oeste, outra região analisada, dos 12.420 (8,60%) acidentes, 90,56% registraram perda parcial e 7,01% em Indenização Integral do veículo.  Por fim, no Norte foram 4.377 (3,03%) casos: 91,01% com perda parcial e 7,15% com Indenização Integral do automóvel.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Jovens de 18 a 25 anos são os que mais se envolvem em acidentes durante a madrugada

Comentários desativados em Jovens de 18 a 25 anos são os que mais se envolvem em acidentes durante a madrugada

 

 
A maior parte dos acidentes graves na madrugada é causada por jovens motoristas entre 18 e 25 anos. E os acidentes que acontecem no período são mais graves e a maior parte resulta em Indenização Integral do automóvel. É o que mostra estudo realizado pela Liberty Seguros com base em 144.417 mil acidentes de carros no país, entre agosto de 2013 e julho de 2014.
 
Análise por faixa etária
 
Dos 144.417 mil acidentes analisados, 9.319 foram provocados por jovens de 18 a 25 anos: 10,8% aconteceram na madrugada, 24,6% pela manhã, 31,6% à noite, 32,9% no período da tarde. Na madrugada, embora seja menor a frequência de acidentes em relação aos demais horários do dia, são mais violentos. Tanto que 13,5% dos 9.319 acidentes com jovens na madrugada resultaram em Indenização Integral do veículo. Outros 82,7% tiveram perda parcial e 3,8% sofreram roubo ou furto. Já no grupo de motoristas com idade entre 26 e 35 anos foram registrados 23.134 colisões. Desse total, 7,0% aconteceram na madrugada e 11,2% resultaram em Indenização Integral.
 
Severidade dos acidentes
 
O estudo mostra também que a severidade e o índice das colisões caem de acordo com o aumento da faixa etária do condutor. Os condutores de 36 e 45 anos responderam por 21.817 acidentes. Do total, apenas 5,1% ocorreram na madrugada e 10,1% resultaram na indenização integral do veículo.
 
Outra faixa etária analisada no estudo da Liberty Seguros é a de 46 a 55 anos. Esses se envolveram em 17.917 das colisões: 4,9% na madrugada e 9,5% sofreram Indenização Integral.
 
Já aqueles com idade acima de 55 anos estiveram em 18.867 ocorrências. Com 3,4% ocorridos entre meia-noite e seis da manhã, resultando em 8,1% de indenização integral do automóvel, de acordo com o levantamento.
 
Gravidades dos acidentes por período
 
O levantamento da Liberty Seguros mapeou também os horários mais frequentes dos acidentes e as suas respectivas consequências. Das 144.417 mil ocorrências analisadas, 88,2% resultaram em perda parcial, 7,9% em Indenização Integral e 4,0% em roubo ou furto.  
Na madrugada, embora o número de acidentes tenha sido menor, foi seguido de maior severidade. Do total de 6.673 casos no período, 24,9% resultaram em Indenização Integral do veículo.
 
Já no período da manhã foram 7,0% de Indenização Integral dos 42.014 casos. À noite, por sua vez, foram 8,1% dos 39.560 acidentes.
E no período da tarde foram computadas 56.170 colisões, sendo que 6,2% delas também resultaram em Indenização Integral.
 
Frequência e severidade dos acidentes por região
 
A pesquisa de acidentes de trânsito da Liberty Seguros analisou também as regiões do país que registraram o maior número de acidentes com base na amostra. Dos 144.417 casos, 58.249 (40,33%) aconteceram no Sudeste e 86,41% resultaram em perda parcial e 7,99% em Indenização Integral.
 
No Sul foram 49.707 (34,42%) ocorrências: 89,71% sofreram danos parciais e 7,62% Indenização integral. No Nordeste por sua vez foram 19.664 casos (13,61%): 87,49% com perda parcial e 8,71% em Indenização Integral.
 
No Centro-Oeste, outra região analisada, dos 12.420 (8,60%) acidentes, 90,56% registraram perda parcial e 7,01% em Indenização Integral do veículo.  Por fim, no Norte foram 4.377 (3,03%) casos: 91,01% com perda parcial e 7,15% com Indenização Integral do automóvel.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Goodyear abre inscrições para Programa de Estágio 2023

As oportunidades são para estudantes de diversos cursos superiores com disponibilidade par…