Home Notícias Equipamentos de trânsito aumentam a segurança na volta às aulas

Equipamentos de trânsito aumentam a segurança na volta às aulas

0

O retorno às aulas exigirá uma maior atenção dos motoristas nos próximos dias. Isso porque o movimento de veículos nas ruas torna-se 20% maior – segundo estimativa da Superintendência de Trânsito (Setran) – nos horários de entrada e saída das escolas de ensino fundamental, médio e superior.

Por isso, o respeito ao limite de velocidade de 30 km/h na proximidade das escolas e a atenção redobrada para a travessia das crianças são essenciais para evitar acidentes. Também é fundamental que a travessia das crianças seja feita pela faixa de pedestres e os motoristas devem evitar estacionar em locais proibidos ou parar em fila dupla e tripla, o que prejudica muito o trânsito nestes locais.

Radares reduzem a velocidade em até 35 vezes

Entre as tecnologias que têm ajudado a reduzir o número de acidentes no trânsito no entorno das escolas estão os radares, que atualmente são dotados com tecnologias que variam entre o laço indutivo, doopler (ultrassom), laço virtual (cálculo sobre imagem) ou laser. Estes equipamentos são capazes de capturar informações sobre presença e tempo de passagem dos veículos, permitindo registrar estatísticas e as infrações de trânsito como, por exemplo, veículos acima da velocidade permitida, parada sobre faixa de pedestres, avanço de semáforo no vermelho, fluxo em contramão e conversão proibida.

O especialista em mobilidade, Guilherme Araújo, conta que a partir dos dados gerados pelos radares é possível comprovar uma redução média de até 35 vezes no comportamento irregular dos condutores em locais em que os equipamentos estão instalados.

“Existe uma relação óbvia de redução de mortes por acidente de trânsito com o incremento da fiscalização eletrônica. O monitoramento auxilia as administrações de trânsito municipais e estaduais no planejamento, reduzindo os riscos de mortes causadas por acidentes”, afirma Guilherme. Segundo ele, isso acontece porque existem equipamentos que conseguem emitir informações relevantes, como é o caso dos que controlam velocidade. “Medir é uma forma de gerenciar e possibilitar a tomada de decisões de forma assertiva”, completa Guilherme que também é diretor-presidente da Velsis, empresa que fabrica equipamentos de mobilidade instalados em mais de 301 municípios, entre eles, Curitiba, São Paulo, Salvador e Aracaju.

A Escola Pública de Trânsito (EPTran) destaca que os condutores têm que ter em mente que os pedestres, sejam eles adultos ou crianças, têm preferência. Além disso, o alto número de veículos e pedestres nas regiões escolares também podem causar altos índices de estresse e nervosismo, o que piora toda a situação. Diante disso, Guulherme diz que quem vivencia essa rotina diariamente sabe que o cenário é inevitável, mas o importante é respirar fundo e manter a calma.

“Um ambiente com grande número de pessoas circulando torna o trânsito de veículos mais perigoso. As pessoas mudam de direção com facilidade, e as crianças ainda mais. Muitas vezes elas estão focadas em outra coisa que não a via, os veículos e cuidados que devemos ter, principalmente se já tiverem ao celular”, aponta Guilherme.
Segundo o especialista, o uso do aparelho é uma das situações mais preocupantes quando se fala em crianças, adolescentes, motoristas e o trânsito. “Isso porque, no caso dos adolescentes, a desatenção costuma vir acompanhada do uso de fone de ouvidos, fato que prejudica ainda mais a concentração. Nesses casos, o estudante pode ignorar tudo ao redor, como carros, motos, bicicletas e o que estiver pela frente”, completa.

Dicas de cuidados na volta às aulas:

• Sair mais cedo de casa
• Estacionar antes da escola
• Se não precisar, não passar na frente das escolas
• Ficar atento ao limite de velocidade de 30 km/h próximo às escolas
• Os responsáveis devem redobrar a atenção na hora de deixar e buscar os estudantes na escola, atravessando na faixa de pedestres e segurando a criança pelo pulso – pela mão, ela pode se soltar facilmente.
• É proibido parar em fila dupla para embarque e desembarque. Se necessário, estacionar o veículo em local permitido para acompanhar o filho a pé até a entrada da escola.
• No interior do veículo, usar o dispositivo de retenção adequado à faixa etária da criança.
• Sempre respeitar a sinalização de trânsito, organizada de forma a garantir mais segurança a todos.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Deixe um comentário

Veja também

BMW Group anuncia o “Desafio de Inteligência Artificial” e leva a diversidade a outro patamar

Com o novo desafio, o BMW Group procura casos de utilização de Inteligência Artificial par…