Home Notícias Emissões: combustível ruim pode aumentar nível dos gases tóxicos

Emissões: combustível ruim pode aumentar nível dos gases tóxicos

Comentários desativados em Emissões: combustível ruim pode aumentar nível dos gases tóxicos
Abastecer o veículo com combustível de má qualidade pode causar prejuízo ao bolso do motorista e saúde da população. Isso porque, dentre as peças que podem ser danificadas pelo uso de gasolina ou etanol adulterados, está o catalisador, item responsável por converter até 98% dos gases tóxicos provenientes da combustão em vapores inofensivos. O alerta é da Umicore, principal fabricante do componente do País.
De acordo com Miguel Zoca, gerente de Aplicação do Produto da Umicore, o combustível ruim pode afetar o catalisador de duas maneiras. “A primeira delas ocorre quando o veículo é abastecido com um produto de qualidade inferior. Isso faz com que o fluído não seja totalmente queimado na câmara de combustão e chegue até o catalisador, alterando a superfície do componente e inviabilizando a sua performance”.
Outro problema comum, especialmente quando o combustível possui compostos inadequados em sua fórmula, é a contaminação do catalisador. “Essas substâncias afetam a conversão dos gases e, consequentemente, a eficácia do componente”, alerta o especialista.
Além do catalisador, combustíveis de má qualidade podem danificar outras peças importantes do veículo, como o sistema de alimentação e de ignição, por exemplo, produzindo depósitos de carbono nas válvulas, corpo de borboleta e na câmera de combustão, o que reduz a vida útil do motor. “Muitas vezes, por conta de poucos centavos, o motorista deixa de abastecer no seu posto de confiança. O resultado é um prejuízo muito maior em longo prazo com a deterioração de componentes importantes”, comenta Miguel Zoca.
Segundo o gerente da Umicore, alguns sinais dão a dica ao condutor de que a gasolina e o etanol utilizados não são adequados. “Perda de rendimento, aumento no consumo e falhas no veículo são alguns sintomas”, afirma. Caso perceba o problema, a dica ao dono do carro é não esperar para completar o tanque. “Ir abastecendo com produtos de alta qualidade ajuda a diluir o combustível anterior e minimiza os efeitos negativos”, recomenda Zoca, que acrescenta: “O ideal é sempre verificar a procedência do combustível e priorizar os postos de sua confiança”.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

BMW abre nova linha de produção para módulos de bateria em Leipzig, na Alemanha

Produção de componentes eletrônicos é ampliada após investimento de 70 milhões de euros e …